Conheça cinco preparos clássicos do café

Café, água e leite. Quais as combinações possíveis com estes três ingredientes? São tantas as possibilidades que não há um número exato de receitas existentes. Durante a história milenar do café, desenvolveram-se diferentes maneiras de se preparar a bebida: com creme, com leite vaporizado, mais forte, mais fraco, com predominância do café ou do leite, com toque de canela, chocolate, e por aí vai.

Ao longo do tempo, alguns preparos acabaram se tornando mais populares. Conheça 5 das principais maneiras de se preparar café pelo mundo:

1) Espresso
Conta-se que o termo nasceu na Itália, no século XIX, antes mesmo de surgirem as máquinas de café espresso (ou expresso, as duas formas são utilizadas). O termo fazia referência ao preparo do café da maneira mais rápida possível. Somente em 1822, na França, é que foi criado o primeiro protótipo da máquina. Na Itália, o aparelho foi aperfeiçoado e difundido. Hoje, o espresso é conhecido por ser preparado com a passagem de água quente em alta pressão pelo café moído. O método cria aquela espuminha cor de caramelo, a crema, típica da bebida – e que conquista os apreciadores de um bom café no primeiro gole.

2) Café com leite
Foi nas regiões leiteiras da Europa que surgiu a ideia de se misturar leite ao café. Na Itália, a ideia foi aperfeiçoada com a invenção do capuccino, que logo tornou-se o queridinho das cafeterias. Não demorou, porém, para que muitas casas e fazendas adotassem o hábito de simplesmente misturar leite ao café passado, criando uma combinação mais simples e barata que o capuccino. Hoje, o chamado “café com leite” é presença obrigatória no café da manhã de pessoas do mundo inteiro.

3) Cappuccino
Um dos mais pedidos pelos cafés do mundo todo, o capuccino é uma mistura de expresso, leite e leite vaporizado, com espuma densa e cremosa. A origem do capuccino é misteriosa. Muitos atribuem a receita ao frade italiano da ordem dos Capuchinhos Marco D’Aviano, que lutou contra a invasão islâmica na Europa no século XVI. O nome seria uma referência à cor do cappuccio, a roupa com capuz dos frades. A receita original ganhou releituras criativas em diversos países. No Brasil, a combinação pode levar canela, chocolate e chantilly. O que será que os monges italianos achariam disso?

4) Mocha
Espécie de primo do capuccino, o mocha (chamado em alguns lugares de mocaccino) leva chocolate, leite vaporizado e café expresso. A bebida recebeu este nome por conta da cidade de Mocha, na costa do Mar Vermelho, de onde exportavam-se grãos de café de sabor achocolatado. Atualmente, o nome pode se referir tanto ao café feito com este tipo de grão, quanto ao café com chocolate. Na receita original, o mocha não leva espuma por cima, mas sim chantilly.

5) Macchiato
Macchiato, em italiano, quer dizer “manchado”. A receita leva café expresso com uma “mancha” de leite vaporizado. É apreciado por quem prefere um sabor menos intenso de café, já que a espuma do leite suaviza o gosto forte do espresso.

E você, já sabe qual o seu preferido?

compartilhe nas redes: